terça-feira, 6 de julho de 2010

Maria Louca x Rubinho

Imaginem uma Festa Nacional, realizada em um município considerado modelo por diversos setores, como Pólo Alimentício, da Pecuária, Agricultura e Violência, entre outros. Milhares de pessoas estão esperando o almoço de domingo, quando será servido o prato típico e exótico da cidade: o Carneiro no Buraco. Vários políticos, nessas épocas de eleição se aproveitam para encontrar seus eleitores, além de saborear a iguaria municipal. Entre eles, Maria Louca e Rubinho Roberto Requião, ex-governador e candidato à vaga paranaense no senado pelo PMDB e Rubens Bueno, ex-prefeito e presidente estadual do PPS no Paraná. O fato é que gente rica marca sempre pra vir de avião e, inevitavelmente, no saguão infinito do Aeroporto Internacional Municipal de Campo Mourão, os encontros acontecem. Foi aí que começou a parte divertida da história...

De acordo com o jornal Expresso MT, de Sinop, MT, o ocorido foi o seguinte:

Requião desembarcava no aeroporto para participar da tradicional festa, que completa 20 anos, perto de 11h, no último domingo (04/07/10). No mesmo instante, Rubens Bueno aguardava a chegada de Beto Bicha Richa, candidato tucano ao governo e adversário político de Requião. De acordo com Rubens Bueno, Requião chegou insultando o grupo que esperava Beto Richa.

- Quando eu era governador vinham prefeitos e puxa-sacos me esperar, agora só essa turma de bostas por aqui.  - concordo

Após as ofensas, Requião tentou cumprimentar Rubens Bueno, chamando-o de safadinhofilho da puta’.

- Eu não podia ficar calado e dei um murro nele. Eu lamento o que aconteceu, mas o Requião não tem limites. Ele faz política desta forma, insultado as pessoas. Eu não gostaria mentira que isso tivesse acontecido e quem me conhece sabe que é preciso muito para me tirar do sério. Mas o Requião conseguiu.

Requião usou a rede de microblogs Twitter para comentar o incidente. O ex-governador não fala que teria levado um soco, diz que foi insultado e que Rubens Bueno é que teria levado "uns petelecos" de seus assessores. Em video publicado na internet, Requião deu a sua versão sobre o acontecido.

"Estendi a mão a ele e não me deu a mão, me insultou e de repente como uma gata no cio tentou me arranhar. Com facilidade, afastei o pequeno rapaz rilitros. Mas ele, histérico, insistiu e levou uns petelecos do pessoal que estava em volta, amigos deles e alguns motoristas que foram me buscar. É uma coisa horrível a falta de educação e a histeria. Eu me senti desrespeitado. Daria uma surra no pequeno menino com facilidade, mas não é isso que se espera de alguém que quer ser Senador da República pelo estado do Paraná. Pelos outos Estados pode, então? Me comportei com decência, mas o Rubinho perdeu a linha”.

Roberto Requião, que já foi governador do Paraná por três mandatos, deputado estadual, senador e prefeito de Curitiba tem um histórico de desavenças políticas e trocas públicas de ofensas. Com razão O temperamento do ex-governador já lhe rendeu o apelido de "Maria Louca". Por suas medidas autoritárias também já foi chamado de "Chávez do Paraná".

No youtube, há perto de uma dezena de vídeos com brigas entre o governador e manifestantes, assessores e com a imprensa. Em um dos vídeos mais acessados, de 2006, Requião discute com um sindicalista agente penitenciário que pede aumento para categoria enquanto dá autógrafos para crianças em uma escola:

- Vão trabalhar senão é polícia e cacete. Meu saco já encheu com agentes penitenciários. Experimente fazer uma paralisação. É rua e pau. Cacete e cadeia!



Então eu me pergunto: O que leva dois de meus três políticos preferidos fazerem isso?
E o pior e mais grave: Não tinha ninguém naquele maldito aeroporto que no momento estivesse com uma maldita câmera na mão pra filmar o incidente???
No mínimo é o que se esperava quando o mais badalado e funny governador do Estado está chegando em uma cidade interiorana de renome, como é Campo Mourão, Pólo Nacional de Violência Alimentício, em época de eleição. Poxa, ele é candidato ao Senado!!! E o Beto Richa, então, prefeito da Capital, recebido pelo presidente do Clube do Bolinha PPS, também não merece uma recepção calorosa? Não.

Enfim, fica comprovado que Campo Mourão está surpreendendo nos índices de violência e também que não é apenas a batalha entre gângsters, traficantes, assaltantes, trombadinhas e moleques, mas o contágio é real e até os políticos estão caindo na malha fina.
Hehe.

Ah, a Seleção Brasileira foi desclassificada pela Holanda. Sim, o jogo foi estranho. Mas isso é papo pra outra hora ;)

Postar um comentário