quarta-feira, 10 de junho de 2009

Os [DES]Caminhos do Poder

Vou postar uma música aqui e acredito que em algum momento da história desse blog eu sererei criticado. Mas, adianto, não me importo. Explico o motivo.


A música Der Ketzer, de Lacrimosa, fala não sobre o papa - mesmo porque, na época em que foi composta, em 1991, o papa era João Paulo II, Karol Wojtyla e, Tilo Wolff, católico e tão devotado religioso, jamais ousaria dirigir-se ofensivamente ao tão bem-amado papa, que facilmente seria eleito o mais popular entre todos.

Portanto, a música é direcionada ao papado como um todo, cujo nome é manchado por sangue e fogo, principalmente com a popularização da Igreja na Idade Média, quando esta tomou o poder dos grandes centros, como Roma, Espanha, Portugal, etc. Vítimas da Inquisição chamada santa foram tratados como demônios, muitas vezes injustamente.

Mulheres que praticavam o curandeirismo - as benzedeiras, atualmente - eram chamadas bruxas e condenadas à fogueira. A própria Jeanne D'Arc, da França, foi condenada bruxa e herege, por comunicar-se com espíritos que se lhe apresentavam com nomes de santos, guiando-a no front de batalha contra a Inglaterra, salvando a França da dominação inglesa. Homens trabalhadores, pais de família, filhos, irmãos e qualquer outro que seguisse outra fé que não a Cristã Católica Apostólica Romana era condenado. Tribos e comunidades pagãs foram dizimadas, chamadas adoradores do Diabo, que inclusive faz alusão, assim como muitos feriados católicos, a exemplo do Natal, às deusas e deuses pagãos, mitológicos, datas comemorativas e outros símbolos do paganismo.

O tridente de Poseidon ou Netuno, o fogo de Hefesto ou Vulcano, o pentagrama de Afrodite ou Vênus, a casa de Hades ou Plutão, deus dos mortos e guardião do Inferno, a cabeça e patas de bode e o próprio nome - Belzebu - do Senhor das Moscas, deus pagão do leste europeu e do Oriente médio, na lingua regional, Ba'al Zebûb (Senhor dos que voam). E o Natal, dia 25 de dezembro, vem tomar o lugar do dia de Afrodite, ou Vênus, a deusa que representa o feminino, a pureza do sexo enquanto instrumento reprodutivo. Na verdade comemora-se o Dia de Vênus em 21 de Dezembro, dia do solstício de inverno no hemisfério Norte.

Der Ketzer faz menção a essa barbaridade vivida pelas sociedades de séculos atrás.





Der Ketzer - O Herege

Selbstgerecht
Unfehlbar
Sündenlos
Du nennst dich Papst

Mit blutverschmierten Händen
Aus längst vergangenen Zeiten
Mit gespaltener Zunge
Tröstest du die Armen

Arm, weil du ihr Geld stahlst
Arm, weil sie dir glaubten
Oh Papst, du hast es weit gebracht
Ich weine um deine Seele

Herr der Fliegen
Satan
Du bist der Herr
Der Kirche
Im Namen Gottes
tust du dein Werk
Her der Fliegen
Du bist der Papst

Unser Papst auf Erden
Dein Name vergehe
Dein Wille ist des Satans
Dein Reich ist die Hölle
Vergib uns unseren Hass
Wie auch wir vergeben deinem Fleisch

Deinem Fleisch - Des Satans Diener
Deinem Blut - Des Fleisches Kraft

Autoritário
Sem pecados
Infalível!
Você se chama Papa

Com as mãos manchadas de sangue
De tempos há muito passados
Com lingua dupla
Consolas os pobres

Pobres, porque roubaste
Pobres, porque acreditaram em tí
Oh Papa, você foi longe demais
Eu choro por sua alma

Senhor das moscas
Satã
Tu és o senhor
da Igreja
Em nome de Deus
Fazes teu trabalho
Senhor das moscas
Tu és o Papa

Nosso Papa na terra
Teu nome desapareceu
Tua vontade é a de Satã
Teu reino é o do Inferno
Perdoe nosso ódio
Como nós perdoamos a tua carne

Tua carne - criado de Satã
Teu sangue - força da tua carne


**---**

O post vai para todos os amigos, para que reflitam e se inspirem a lutar contra aquilo que é de direito do povo - a liberdade.


Amo-os, amigos!!!

Pra refletir:
"Se eu sei - por que sinto e você costuma demonstrar sempre - q eu tenho um espacinho só meu no seu coração, pra que ciúmes? Isso é para os fracos..."
^^
Postar um comentário